Como gestores e funcionários devem lidar com o bullying no ambiente de trabalho

Como gestores e funcionários devem lidar com o bullying no ambiente de trabalho

Uma piadinha aqui, uma brincadeirinha lá. Quem nunca foi o escolhido na empresa para ser motivo de alguma gracinha? A situação, que acaba sendo comum em muitas delas e até parece “boba” para quem faz, pode se tornar motivo de sofrimento e tristeza para a vítima.

É o chamado bullying no ambiente de trabalho. O termo geralmente está associado a crianças e adolescentes durante o período escolar, mas esse é apenas um dos cenários mais evidentes. O problema pode estar acontecendo também com ou bem próximo a você.

Identificar situações de constrangimento provocadas por “brincadeiras sem graça” acaba sendo difícil. Quem sofre com a situação tem medo de ser ridicularizado e acaba não relatando o caso. Já os gestores, com tantas tarefas, não dedicam tempo para observar e sentir o clima da equipe.

Nesse caso, ambas as partes estão erradas. Para perceber os acontecimentos e evitar sofrimentos, é preciso cooperação dos dois lados. Por isso, separamos algumas dicas de como gestores e funcionários devem lidar com o bullying no ambiente de trabalho.

Você sofre bullying?

Uma pesquisa divulgada pelo Núcleo Brasileiro de Estágios, em novembro de 2014, mostrou que quase metade dos jovens brasileiros – 49,5% do entrevistados – sofrem bullying no ambiente de trabalho.

Parar para refletir sobre o problema nem sempre é fácil, mas esse é, com certeza, o primeiro passo para se livrar dele. Muito mais que uma brincadeira, o bullying é uma forma de assédio moral caracterizado por práticas constantes de violência física ou psicológica.

Portanto, se você se identificar com situações como essas, admita que é uma vítima de bullying e procure ajuda de um superior dentro da empresa. Lembre-se de que os traumas causados podem ser grandes e podem também afetar sua carreira e seu desempenho por um bom tempo.

Como identifico episódios de bullying na minha empresa?

O papel desempenhado pelo gestores da empresa é essencial para detectar e conter episódios de bullying. Líderes, coordenadores e chefes precisam demonstrar aos funcionários que conhecem o problema, são contra tais práticas e estão abertos para ouvir os integrantes da equipe.
Seja através de palestras, conversas ou cartazes institucionais, seus colaboradores devem sentir que você se importa com o assunto. Eles precisam ainda confiar em você para relatar o problema sem medo de ser ridicularizado ou penalizado.

Por isso, contar com uma equipe de gestores maduros emocionalmente é fundamental. Certamente sua empresa e seus colaboradores terão chances muito maiores de evitar ou superar problemas como esses.

Qual a melhor forma de enfrentar a situação?

Se você é funcionário e está sofrendo com a situação, relate o problema a um superior de sua confiança e espere que as providências sejam tomadas.

Já se você é o gestor da empresa precisa saber que o bullying é uma conduta passível de punição e indenização por danos morais. O agressor pode ser demitido por justa causa e ser processado. É importante lembrar que a empresa também pode ser considerada “culpada” na situação, o que significa multas de valores consideráveis.

Para ficar longe de tudo isso, preocupe-se com o bem-estar físico e psicológico dos seus colaboradores e esteja sempre atento: o problema pode estar acontecendo bem na sua frente!

Como gestores e funcionários devem lidar com o bullying no ambiente de trabalho

PH Softwares

A PH Softwares é uma empresa constituída pelas áreas de desenvolvimento, testes, suporte e administração e está permanentemente mudando e se modernizando para manter-se atualizada e conectada às expectativas e exigências do mercado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *