3 dicas para declarar o Imposto de Renda sem dor de cabeça

3 dicas para declarar o Imposto de Renda sem dor de cabeça

Todo início de ano começa com uma série de preocupações e gastos pra muita gente. IPTU, IPVA, taxas de matrícula e materiais escolares são exemplos claros de itens que compõem essa longa lista de despesas. E com tantas preocupações, outras coisas podem passar despercebidas.

A temida Declaração do Imposto de Renda é uma delas. Não adianta querer fugir, se esconder, ou tentar esquecer: ela precisará ser feita. O processo todo pode parecer um tanto quanto burocrático, porém, com planejamento, é possível “tirar de letra” essa tarefa considerada um bicho de sete cabeças.

Sabemos que o brasileiro gosta mesmo é de deixar tudo para última hora, mas que tal mudar esse hábito e começar a organização agora mesmo? Veja a seguir algumas dicas que separamos para você enfrentar esse período com mais tranquilidade!

Tenha em mãos todos os documentos

A primeira providência é verificar se você tem todos os documentos necessários em mãos, principalmente se for preencher a declaração completa.

Por isso, fique atento especialmente a comprovantes de rendimentos, despesas médicas e dentárias, plano de saúde, gastos com educação e pensão alimentícia, comprovante de contas bancárias e de investimentos e compra de veículos e imóveis.

Antecipe-se

O prazo para realizar a Declaração Anual do Imposto de Renda 2016 (ano-base 2015) começa em 1º de março e vai até 29 de abril. No entanto, para fazer uma declaração de maneira correta e eficiente, a dica é começar a preparar a documentação o quanto antes. Isso pode garantir até algum ganho financeiro.

As informações detalhadas para a declaração são divulgadas pela própria Receita Federal do Brasil, mas os documentos necessários para realizar o processo não mudam e grande parte da papelada como extratos bancários ou notas fiscais já estão disponíveis para os contribuintes.

Por isso, a organização é tão importante. Reunindo todos os documentos antecipadamente, você vai diminuir bastante o risco de problemas na hora de prestas contas ao leão.

Faça um rascunho da declaração

Com os documentos em mãos, você pode ainda realizar um rascunho da declaração do IR 2016, a partir de uma ferramenta disponibilizada pela própria Receita Federal. O sistema permite adicionar as informações gradativamente antes de realizar o lançamento final.

Com a ferramenta você pode incluir dados de identificação, rendimentos, bens, dívidas e informações de dependentes e cônjuge. Tudo isso ficará arquivado e na hora de enviar a declaração oficial é só importar os dados cadastrados no rascunho. Lembrando sempre que o processo precisa ser feito com auxílio de um computador.

Tem outras dicas para uma declaração de IR mais eficiente? Então, compartilhe com a gente nos comentários!

3 dicas para declarar o Imposto de Renda sem dor de cabeça

PH Softwares

A PH Softwares é uma empresa constituída pelas áreas de desenvolvimento, testes, suporte e administração e está permanentemente mudando e se modernizando para manter-se atualizada e conectada às expectativas e exigências do mercado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *